Artigo da seção pessoas Marcelo D2

Marcelo D2

Artigo da seção pessoas
Música  
Data de nascimento deMarcelo D2: 1967 Local de nascimento: (Brasil / Rio de Janeiro / Rio de Janeiro)

Biografia

Marcelo Maldonado Peixoto (Rio de Janeiro RJ 1967). Compositor, cantor e produtor. Marcelo passa a infância na zona norte do Rio de Janeiro e, pouco depois da separação dos pais, com 13 anos, deixa a escola e passa a trabalhar como entregador de jornais, porteiro, vendedor e camelô. No início dos anos 1990, com 16 anos, muda-se para a casa do pai no Catete, bairro vizinho ao da Lapa, e entra em contato o punk rock, o hardcore e o rap.

Em 1992, Marcelo conhece Skunk, amigo que o estimula a dedicar-se à música e a formar o Planet Hemp, banda conhecida pela defesa da legalização do consumo de maconha e por fundir uma base instrumental de rock com o canto falado do rap. Inicialmente, Skunk e Marcelo, agora D2, dividem os microfones até que, depois da morte prematura do parceiro, B Negão assume o posto. O sucesso e a exposição pública do discurso polêmico e transgressivo da banda rendem-lhes, em 1997, uma prisão de sete dias sob acusação de apologia ao uso de drogas.

Abalado pela experiência, o grupo se desfaz temporariamente, abrindo caminho para a carreira solo de Marcelo D2. Em 1998 ele lança Eu Tiro É Onda, um disco de rap que, mantendo o tom desafiador que sustenta no Planet Hemp, apresenta os primeiros flertes com o samba. Esse diálogo é aprofundado no disco A Procura da Batida Perfeita, lançado em 2003. No ano seguinte, D2 lança o CD e o DVD Acústico MTV. Participam dessa gravação convidados como o parceiro B Negão e o compositor, cantor e pianista bossa-novista João Donato. Na linha do samba-rap, lança Meu Samba É Assim, em 2006. Dois anos depois chega às lojas A Arte do Barulho, CD que recupera a mistura do rap com o rock.

Após a consolidação de sua carreira solo, Marcelo D2 participa como convidado de gravações de artistas como Arlindo Cruz, João Donato e Leandro Sapucahy.

 

Comentário crítico

O começo da carreira artística de Marcelo D2 se dá no princípio dos anos 1990, quando a cena pop do Brasil é marcada pela fusão de ritmos norte-americanos e brasileiros com ênfase na sonoridade regional dos instrumentos de percussão. Nessa linha de trabalho destacam-se bandas como De Falla, formada em 1987, referência para as bandas que surgem nos anos 1990, como Chico Science e Nação Zumbi (1994), Raimundos (1994) e o Planet Hemp. Esta banda, que Marcelo D2 integra, combina funk-rock com vocal de rap e letras que fazem a defesa aberta da liberdade do uso de maconha bem como crônicas do cotidiano violento das ruas do Rio de Janeiro. Inspirado na cultura hip-hop, o grupo incorpora a forma de cantar e compor dos rappers e as técnicas dos DJs, que utilizam citações de outras músicas por meio de colagem de fragmentos de outras gravações (samples).

continuar a leitura do texto Continuar a leitura do texto...

Outras informações de Marcelo D2:

  • Outros nomes
    • Marcelo Maldonado Gomes Peixoto
  • Habilidades
    • cantor/Intérprete
    • compositor

Fontes de pesquisa (7)

  • ACÚSTICO MTV. Marcelo D2. São Paulo: Sony Music; MTV; Estúdios Mega, 2004. 1 DVD, (61 min.), son., color.
  • LEMOS, Antonina. O grupo Planet Hemp lança seu primeiro disco e aquece a questão da descriminalização da maconha. Folha de São Paulo, São Paulo, 20 mar. 1995. Folhateen. Disponível em: <http://www1.folha.uol.com.br/fsp/1995/3/20/folhateen/19.html>. Acesso em: 12 jun. 2010.
  • SANCHES, Pedro Alexandre. Bêbado, D2 afronta caretice da MTV. Folha de São Paulo, São Paulo, 16 de jul. 2004. Ilustrada. Disponível em: <http://www1.folha.uol.com.br/fsp/ilustrad/fq1607200415.htm>. Acesso em: 12 jun. 2010.
  • SANCHES, Pedro Alexandre. Nós temos que samplear Tom Jobim, diz D2. Folha de São Paulo, São Paulo, 3 out. 1998. Ilustrada. Disponível em: <http://www1.folha.uol.com.br/fsp/ilustrad/fq03109830.htm>. Acesso em: 12 jun. 2010.
  • B NEGÃO. Um rapper artesão. In: NAVES, Santuza Cambraia; COELHO, Frederico Oliveira; BACAL, Tatiana. A MPB em discussão. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2006. [entrevista]
  • COELHO, Frederico Oliveira. Suingue e agitação: apontamentos sobre a música carioca contemporânea. IN: GIUMBELLI, Emerson; VALADÃO, Júlio César; NAVES, Santuza Cambraia (Orgs.). Leituras sobre a música popular: reflexões sobre sonoridades e cultura. Rio de Janeiro: 7Letras, 2008.
  • LEVINSON, Bruno. Vamos fazer barulho!: uma radiografia de Marcelo D2. Rio de Janeiro: Ediouro, 2007. [entrevista]

Como citar?

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo:

  • MARCELO D2. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2017. Disponível em: <http://enciclopediaitaucultural.org.br/pessoa530979/marcelo-d2>. Acesso em: 19 de Ago. 2017. Verbete da Enciclopédia.
    ISBN: 978-85-7979-060-7